do intervencionismo do estado

a juventude popular considera que o salário mínimo tem dois efeitos muito claros no mercado de trabalho: impedir de trabalhar quem estiver disponível para trabalhar por valor inferior a esse preço. ao contrário desta rapaziada patrocinada pela lacoste eu acho mesmo necessária essa intervenção do estado. e já agora a implementação de uma inteligência mínima nacional para exercer política. o bernardino soares, bombista desde os 4 anos de idade desmascarado pelos meninos do caldas, só pode concordar comigo.

5 comments:

asdrubal tudo bem said...

para a merda que fazem e dizem a eles não devia ser proibido trabalhar abaixo do salário minimo a eles devia ser obrigatório.

jorge c. said...

Essa estratégia existe nos Estados Unidos, e não é tão estapafúrdia como parece.

A.Silva said...

Nos EUA existem várias estratégias sobre determinadas questões.Mas nos estamos na UE,onde a maioria dos países tem salário mínimo fixado.

samuel said...

É nestas alturas que uma pessoa se lembra de girândolas de trocadilhos para fazer com os "meninos" e "o caldas"... mas manda o decoro que se resista!

Odivelas a Capital said...

Eu, se me derem 300 euros, não me importo de atropelar um desses meninos. A´té pode ser no Lg. do Caldas