esqueçam a história do pai que leva o narrador a ver o gelo ou as famílias infelizes que o são cada uma à sua maneira

"Desde que me conheço que tenho hemorróidas" é o melhor arranque de livro de sempre, cortesia da Caderno que trouxe até nós o muito badalado Zonas Húmidas de Charlotte Roche.

6 comments:

novaziodaonda said...

De facto, imbatível. Arranca logo com um início de merda. Cheira-me a grande livro.

LAM said...

Tá certo, mas foda-se. Se um livro começa aí como vai ser o climax ou, vá lá, depois o epílogo? com o gajo a passear de mão dada ao pôr do sol? desculpem mas não bate. No mínimo à página 30 é exigível a descrição de um cunilingus à próstata e depois sempre a subir. Caso contrário parece as músicas dos Delfins que os gajos cantam para trás.

Anonymous said...

o pai não leva o narrador

Carla Maia de Almeida said...

Eu podia dizer-vos o que está na página 30, mas a página 31 é ainda melhor. Este livro vai dar que falar. Não sei bem o quê, mas vai.

menina limão said...

e com esta tramaste-me.

Leonor said...

O inicio do livro é brilhante! E depois só melhora! Aliás, o título diz tudo!