lisboa em baixa resolução # 209


my own private rescaldo eleitoral


12 comments:

Mouro da Linha said...

Deus me livre da fome, da peste, da guerra e do espumante italiano.

jorge c. said...

O grave nisto tudo é tu beberes asti gancia. por amor da santa!

Carriço said...

Uma derrota eleitoral, portanto.

LAM said...

sendo pra vomitar a seguir, e não vai faltar muito, serve.

pedro vieira said...

folgo em ver tantos consumidores de möet et chandon no meu barraco, e ainda falam em crise. o fmi é uma finta vossa, já dizia o outro.

Carolina Patrocínio said...

Isso é muito forte. Há Champomix?

LAM said...

por quem és, brother. Só para dizer que qualquer Borlido da Bairrada, sêco e de resto com mais bolhinhas por decímetro cúbico, cumpria o desiderato.
E se o mote era o rescaldo das ditas, óleo de máquina de costura estava à altura da festa.

Anonymous said...

Nestas ocasiões históricamente impostas

A Macieira tem um punch mais concentrado.

Pôncio Vileda said...

E um voltar a casa mais trôpego, note.seRave On Bro

Moêt & Chandon ou o caralho said...

é lixado estar 15 dias em Paris e não aprender nada.
Asti Gancia!!!(toma lá exclamações)
mais valia eu dar um beijo na boca ao Macário Correia.

jorge c. said...

O Moêt&Chandon é champagne de regar pistas.

Carriço said...

Pobres de nós se estivessemos reduzidos ao Gancia e ao Möet (por razões mais que distintas).