com a aproximação do natal o humor fica infame, infame

ontem à noite encontrei um cego vendedor da Cais. espero que não se tenha tornado sem-abrigo por não ter conseguido encontrar as chaves de casa.

10 comments:

1de30 said...

irmão: tu matas-me (risos alarves) :D R.

Capitú said...

Muito, muito, muito infame.
Beijo ardente,
Capitolina

Animal said...

as chaves estavam no bolso.
não conseguiu foi encontrar a casa.

LAM said...

irmão, mais duas bocas como essa e as portas do paraíso fechar-se-te-ão, fecharar-se-te-hão-de-te, fecharam-te-se, foda-se, ficas à porta do paraíso.

Filipa said...

Ou talvez porque alguém com um humor infame se riu da situação em vez de lhe dar a mão e guiá-lo a casa... Talvez... Pois cada vez se trata pior os deficiêntes neste país. Uma pena, sem dúvida. Cegos somos nós por fecharmos os olhos às injustiças... Cegos somos nós...

Anonymous said...

A Filipa perdeu as chaves de casa...

Anonymous said...

Se fosse um Africano ou um Homossexual já não fazias piadas dessas...

Animal said...

ó pedro, da próxima vê se encontras um gajo preto, cego e paneleiro a vender a cais. se puder ser também perneta e agarrado, ainda melhor.

TheyDontSleepNaLoja said...

"deficiêntes"...aprenda a escrevêr. Os tracinhos vermelhos que aparecem debaixo das palavras mal escritas não são para enfeitar.
Já agora, encontrei no teu perfil

"Livros Favoritos
* Trilogia Mundos Paralelos de Philip Pullman"

quem é a deficênte agora?

cerejinha said...

SE eu estiver de serviço nesse dia..no Paraíso não entras...Levas um pontapé na tomatera, ficas a ganir alcainas, alcains e vais direitinho para S. bento